Google Meet passa a ser gratuito para todos os usuários

google meet gratuito

O Google Meet agora passa a ser gratuito para todos os usuários. O Meet já conta com milhões de reuniões realizadas.

O Google informou que o Google Meet agora passa a ser gratuito. Devido à quantidade de acessos durante o período de pandemia, a empresa resolveu liberar o serviço de videochamada gratuitamente para todos os usuários.

Embora a versão gratuita do Meet seja bem completa, alguns recursos como, por exemplo, gravação de reuniões e transmissão ao vivo para milhares de pessoas só podem ser utilizados com versão premium do Google Meet no Pacote G Suite (clique e saiba mais sobre o G Suite).

“Como muitas empresas estão se preparando para um futuro em que o trabalho remoto será mais comum, queremos fazer nossa parte para ajudar seus funcionários a se manterem conectados e produtivos. Por isso, anunciamos recentemente que o Google Meet será gratuito para todos os usuários.

A ferramenta, que normalmente só funciona para assinantes do GSuite, permite fazer reuniões com até 100 pessoas, com limite de tempo de 24 horas, além de oferecer recursos como compartilhamento de tela e cancelamento de ruído.

Veja também: Chamada de vídeo: Conheça os melhores apps para fazer videochamadas

Devido à pandemia do novo coronavírus, as videoconferências se tornaram uma alternativa para reuniões corporativas durante o home office, e até mesmo uma solução para encontros entre amigos ou aulas à distância.

Para criar ou participar de uma reunião, basta ter um endereço de e-mail (gmail) para acessar sua conta do Google.

Veja como acessar o Google Meet

O programa está disponível para computadores com Windows e macOS, pelo site meet.google.com, e também funciona no celular, com aplicativos para Android e iPhone (iOS).

O Google também promete os maiores níveis de segurança e privacidade para usuários do Meet. Para isso, os dados das reuniões são criptografados. Cada ID possui cerca de dez caracteres, o que faz com que pessoas não autorizadas encontrem dificuldade ao tentar adivinhar o código. Além disso, o sistema também usa recursos avançados de segurança como o Datagram Transport Layer Security (DTLS) e Secure Real-time Transport Protocol (SRTP), que impedem a espionagem de terceiros no aplicativo.

Durante a quarentena do coronavírus, aplicativos de videoconferência se tornaram muito usados, especialmente em ambientes corporativos. Inclusive, uma pesquisa do próprio Google, feita com mais de duas mil pessoas no Brasil, 80% dos entrevistados afirmaram que o principal uso das chamadas de vídeo é para estudar e/ou trabalhar. Somente nas últimas semanas, o Google Meet ganhou mais de 2 milhões de novos usuários e vem sendo utilizado para milhares de reuniões diárias.

Com informações do site techtudo


Veja também


Apoia-se InfoPapo Educação em Informática

Apoie o InfoPapo
Nossa campanha está disponível neste link aqui

Você pode contribuir com qualquer quantia.
Mas só se você quiser!

Informática para todos!
Clique aqui para saber mais


whatsapp infopapo

Deixe seu comentário ou sugira um tema que você quer ver aqui no InfoPapo