Publicidade

Número de pessoas com pós-graduação cresce no Brasil

Pós-graduação
Pós-graduação

Perfil da pós-graduação muda no país em 25 anos, retrato do setor está no estudo Brasil: mestres e doutores, do CGEE.

O Brasil formou e empregou mais mestres e doutores em 25 anos, os cursos de pós-graduação estão melhor distribuídos entre as regiões e há mais mulheres pós-graduadas.

No entanto, apesar das mudanças, permanecem assimetrias históricas como a remuneração mais baixa das mestras e doutoras em comparação aos colegas do sexo masculino com a mesma formação acadêmica. Ainda é baixa a proporção de pessoas com essas qualificações no conjunto da sociedade.

O retrato da pós-graduação no país está no estudo Brasil: Mestres e Doutores, produzido pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), organização social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), com sede em Brasília.

Segundo o CGEE, há “clara evidência do processo de desconcentração regional ocorrido na pós-graduação brasileira entre 1996 e 2021“. Conforme análise, a Região Sudeste concentrava 62% do número de cursos de mestrado brasileiros em 1996. Após 25 anos, essa participação caiu 20 pontos percentuais.

O mesmo fenômeno foi observado no doutorado. Em 1996, oito de cada dez cursos de doutorado estavam no Sudeste (79,2%). No mesmo intervalo de tempo, o peso da região caiu 29,6 pontos percentuais.

Por consequência, a geografia das titulações também se modificou. “Em 1996, 67,4% dos títulos de mestrado e 88,9% dos títulos de doutorado foram concedidos na Região Sudeste”, diz o estudo. Em 2021, “tais participações tinham diminuído para, respectivamente, 43,5% e 52,5%.”

Carteira assinada 

As mudanças atingiram o mercado de trabalho formal. Em 2009, no Sudeste estavam empregados 55,1% dos doutores e 49,2% dos mestres. Em 2021, a prevalência de doutores na região permanece, mas deixa de ser majoritária, cai para 45,6% dos doutores empregados. No caso dos mestres com carteira assinada, a proporção caiu para 43,9%.

A redistribuição da pós-graduação no Brasil tem a ver com dois movimentos. Em primeiro lugar, a mobilidade de mestres e doutores, especialmente dos estados de São Paulo, do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, para estados de outras regiões.

Em segundo lugar, o aumento da formação local, que diminui a relevância da “importação” de profissionais com mestrado e doutorado. “O fato de ter pós-graduação no Brasil inteiro dificulta a mobilidade”, avalia a socióloga Fernanda Sobral, vice-presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Desigualdade 

Fernanda comemora a desconcentração, mas alerta para a queda recente da taxa de crescimento de cursos de pós-graduação. Entre 1996 e 2021, o número de programas de mestrado e doutorado passou de 608 para 4.691. O sucesso entre 2016 e 2021 foi menos intenso, no entanto. Segundo o CGEE, houve “clara desaceleração do processo de crescimento da pós-graduação brasileira nos cinco últimos anos da série analisada (1996-2021).”

A redução do ritmo preocupa especialmente a comunidade científica porque o número de titulados por habitante ainda é pequeno. Em 2021, o país tinha 27 mestres para cada grupo de 100 mil habitantes e 10,2 doutores para cada 100 mil habitantes. “Isso ainda é baixo. Isso tem a ver com a nossa desigualdade social que é muito grande. “Para ter um nível educacional é difícil”, afirma Fernanda Sobral.

A vice-presidente da SBPC, que acompanhou o lançamento do estudo em Brasília, também destacou a remuneração mais baixa paga as mulheres tituladas. Em 2021, a remuneração média das mulheres com mestrado era de R$ 10.033,95 – 26,7% menor do que recebiam os homens com a mesma formação. No caso das doutoras, a remuneração média naquele ano era de R$ 14.782,68 – 16,4% abaixo do que ganhavam os doutores.

Um detalhe importante é que a presença feminina é majoritária na pós-graduação. “A partir do ano de 1997, as mulheres passaram a ser maioria entre os titulados em cursos de mestrado no Brasil, A partir de 2003, elas também passaram a ser maioria entre os titulados em cursos de doutorado. A participação de mulheres no total de títulos de mestrado e de doutorado no ano de 2021 foram, respectivamente, 13,6 e 11,2 pontos percentuais maiores do que as participações de homens.”

Pessoas com pós-graduação no Brasil no Público e privado 

Conforme dados secundários, o setor público emprega mais mestres e doutores do que as empresas privadas, especialmente por causa das universidades públicas federais e estaduais, que são grandes empregadoras de professores que têm essas formações acadêmicas.

A despeito da tendência, o CGEE captou maior demanda por força de trabalho qualificada entre entidades empresariais. “O que a gente viu recentemente é que as entidades empresariais privadas passaram a ter papel importante no emprego de mestres – 25% do total dos mestres que estão empregados, trabalham hoje em entidades empresariais privadas”, diz Sofia Daher, coordenadora do estudo do CGEE e doutora em ciência da informação.

Segundo ela, a contratação de mestres e doutores pode ser fundamental em setores estratégicos como a indústria de transformação, que precisa de desenvolvimento tecnológico e inovação para ser competitiva. “Pessoas com mestrado e doutorado são responsáveis pela criação de novos conhecimentos e aplicação desses resultados“, afirma a coordenadora.

Temos conversado com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial, que junto com outras instituições, tem discutido bastante políticas que possam aumentar a absorção de mestres e doutores pelo setor empresarial privado, aí nesse caso especialmente na indústria. A expectativa é que mestres, e doutores tenham contribuição importante na geração de novos processos, aumento da competitividade e inovação, trazendo também conceitos importantes de sustentabilidade e responsabilidade social”, acrescenta Sofia Daher.

Os dados analisados pelo CGEE são das bases de informações do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Relação Anual de Informações Sociais (RAIS); e da Plataforma Sucupira, mantida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação vinculada ao Ministério da Educação (MEC) e responsável pela política de pós-graduação no Brasil.

O estudo do CGEE gerou mais de 330 tabelas que podem ser consultadas diretamente no site.

Fonte: Agência Brasil

Cursos gratuitos online do MEC para Professores e Profissionais da Educação estão com inscrições abertas

MEC

A coletânea de cursos online e gratuitos do MEC sobre Educação Digital é dedicada à formação continuada de professores e demais profissionais de educação.

O Ministério da Educação (MEC) e a Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, em parceria com organizações da sociedade civil, lançaram uma coletânea de cursos online, gratuitos e autoinstrucionais sobre educação midiática.

A coletânea é dedicada à formação continuada de professores e demais profissionais da educação, além de abordar temas centrais da educação midiática para a cidadania digital, como enfrentamento à desinformação, segurança on-line, promoção dos direitos humanos e fortalecimento da democracia. 

Esses aspectos estão relacionados à cultura digital, sendo a Competência Geral 5 da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e um dos eixos da BNCC Computação.   

Cursos ofertados:   

As inscrições para os interessados estão abertas até 7 de junho, no Ambiente Virtual de Aprendizagem do MEC (Avamec). 

Contexto

A pesquisa Tic Educação 2022, publicada pelo Cetic.br, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), pelo Nic.br e pelo Cgi.br, indicou que 45% dos coordenadores pedagógicos entrevistados afirmavam que atividades sobre uso seguro, responsável e crítico da internet aconteciam pelo menos uma vez por mês em suas escolas.

No entanto, 37% dos respondentes disseram que isso ocorre apenas de forma esporádica, mostrando que a temática já está presente nas salas de aula, mas que existe espaço para seu fortalecimento no âmbito das escolas. 

Nesse sentido, a disponibilização dos cursos autoinstrucionais no Avamec visa oferecer caminhos para a capacitação dos professores nas temáticas de educação midiática e cidadania digital. 

Veja a pesquisa Tic Educação 2022

Acesse o Ambiente Virtual de Aprendizagem do MEC (Avamec). 

Com informações de: Assessoria de Comunicação Social do MEC e Secretaria de Educação Básica (SEB)  

O que está acontecendo com o Google? Os sites estão morrendo?

site pesquisa google
site pesquisa google

Após diversas atualizações e mudanças nos mecanismos de pesquisa do Google, sites sofrem com perda de receita e baixo ranqueamento nos mecanismos de pesquisa.

Editores e proprietários de sites dos mais variados nichos estão muito insatisfeitos com os resultados de pesquisa mostrados atualmente pelo Google.

site pesquisa google
imagem de divulgação

Após vários upgrades e mudanças nas páginas de pesquisa, agora também entregando resultados gerados por I.A., os sites têm visto seus acessos e faturamento diminuírem drasticamente a cada dia devido ao mau posicionamento ou desaparecimento de suas postagens nas páginas de pesquisas da web.

Segundo o especialista em Tecnologias para Desenvolvimento Web, José Roberto V. Menali comentou ao InfoPapo: “Muitos publishers estão desistindo de trabalhar com o Google e abandonando seus sites, ou buscando outras alternativas e parcerias, outros continuam firmes na sua luta diária tentando melhorar seu conteúdo e seu desempenho na web“.

Nas comunidades e grupos de jornalismo da internet já podemos ver o desânimo e falta de perspectiva de profissionais, jornalistas e editores que vivem de gerar conteúdo e criação de notícias para sites. Nos mais variados nichos, inclusive sites de grande importância como, por exemplo, sites de notícias regionais, que são muitas vezes os únicos a levar informação relevante a populações locais. Isso pode ser muito prejudicial, aumentando ainda mais os Desertos de Notícias e a falta de confiança dos usuários no conteúdo que se encontra na WEB” completa.

Sem nenhum comunicado direto aos sites e sem nenhuma instrução, o Google simplesmente está sumindo com o sites nos resultados de pesquisa, fazendo com que os mesmos despenquem em visualizações e receita. Enquanto isso, os editores e programadores tentam de qualquer forma fazer melhorias, baseados em uma bola de cristal, pois ninguém sabe se há uma solução e o que realmente deve ser feito para que os resultados melhorem.

Nem mesmo as constantes melhorias na experiência de usuário do site ou a luta eterna de ter o Core Web Vitals aprovado, com notas acima de 90 e tudo verdinho tem sido relevante para o aumento dos acessos e visualizações de páginas.

Enquanto isso vemos a web se tornando completamente estranha, com resultados cada vês mais irrelevantes nas pesquisas, priorizando principalmente grandes sites e megacorporações.

A cada acesso mais publicidade, e mais publicidade, e mais publicidade, em todo canto da web, mas a fatia do bolo de quem realmente cria o conteúdo está cada vez menor, na verdade, não há fatia do bolo, os criadores de conteúdo estão ficando com as migalhas.

E a luta diária continua com blogs e portais se matando para aparecer no Discover, no Google News (Google Notícias) e na serp, enquanto vê sua receita de Adsense e publicidade cada vez menor e do outro lado as big thecs crescendo e lucrando cada vez mais com o conteúdo alheio.

A pergunta que fica é: Será que isso vai passar? Ou a internet como conhecemos está realmente morrendo?

Deixe seu comentário e sua sugestão!

Programa de Mestrado Profissional tem inscrições prorrogadas em todo o Brasil

Mestrado

São 507 vagas no Programa de Mestrado Profissional distribuídas em 23 universidades participantes em todo o Brasil.

O Programa de Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua) abriu processo seletivo para 507 vagas. As oportunidades são distribuídas nas 23 universidades em todo o Brasil.

As inscrições foram prorrogadas e vão até 09 de junho de 2024. A prova será dissertativa e ocorrerá em 30 de junho. As aulas terão início no segundo semestre deste ano. Apesar de o edital trazer as informações necessárias, a coordenação nacional do Programa mantém um e-mail, o informacoesprofagua.feis@unesp.br, pelo qual podem ser enviadas as dúvidas.

Ao todo são 507 vagas distribuídas entre várias instituições em todo o país, confira a lista abaixo com as universidades e número de vagas disponíveis:

  • UNIFEI – Universidade Federal de Itajubá – 20 Vagas
  • UERJ – Universidade Estadual do Rio de Janeiro – 20 Vagas
  • UNESP – Universidade Estadual Paulista – 34 Vagas
  • UFES – Universidade Federal do Espírito Santo – 17 Vagas
  • UNB – Universidade de Brasília – 20 Vagas
  • UEMS – Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul – 24 Vagas
  • UEMA – Universidade Estadual do Maranhão – 28 Vagas
  • UFBA – Universidade Federal da Bahia – 20 Vagas
  • UFCG – Universidade Federal de Campo Grande – 20 Vagas
  • UFPE – Universidade Federal de Pernambuco – 10 Vagas
  • UNIR – Universidade Federal de Rondônia – 20 Vagas
  • UFRR – Universidade Federal de Roraima – 20 Vagas
  • UFS – Universidade Federal de Sergipe – 24 Vagas
  • UNIFAP – Universidade Federal do Amapá – 24 Vagas
  • UFC – Universidade Federal do Ceará – 24 Vagas
  • UFOPA – Universidade Federal do Oeste do Pará – 28 Vagas
  • UFT – Universidade Federal do Tocantins – 22 Vagas
  • UFERSA – Universidade Federal Rural do Semi-Árido – 26 Vagas
  • UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – 20 Vagas
  • UNEMAT – Universidade Estadual do Mato Grosso – 18 Vagas
  • UEA – Universidade do Estado do Amazonas – 24 Vagas

O curso do ProfÁgua é multidisciplinar, com formação teórica e prática de profissionais e pesquisadores da área de recursos hídricos. Os alunos também são capacitados para lidar com problemas associados às questões da gestão e regulação das águas e do saneamento básico no Brasil. O Programa formou 364 mestres desde 2015, ano de sua criação. Hoje, há 519 matrículas ativas nas 14 instituições de ensino superior parceiras na iniciativa.

Assim como o Programa de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Ambientais (ProfCiAmb), o ProfÁgua é executado no âmbito dos Programas Profissionais para Professores da Educação Básica (ProEB), da CAPES, com uma diferença em relação aos demais: enquanto as outras ações têm como meta a formação de professores, o ProfÁgua e o ProfCiAmb qualificam profissionais que trabalham na área, não ligados às salas de aula da educação básica.

Inscrições e Edital

Para concorrer, é preciso acessar o link para inscrição disponível na página do ProfÁgua no site da Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho (Unesp), instituição de ensino superior que coordena o Programa nacionalmente. No mesmo espaço, encontra-se o Edital nº 002/2024, que rege a seleção e traz todos os pré-requisitos.  

Curso Mestrado
Com período de inscrições vigente até 20 de maio, ProfÁgua aperfeiçoará a formação de pessoas que trabalham na área | Imagem: Imagem ilustrativa (iStock)

Fonte: Redação CGCOM/CAPES

Coletivo Online abre 10 mil vagas para jovens em busca de emprego

Coletivo Online abre 10 mil vagas para jovens em busca de emprego
Coletivo Online abre 10 mil vagas para jovens em busca de emprego | Imagem de divulgação

O Coletivo Online é uma Capacitação gratuita oferecida pelo Instituto Coca-Cola Brasil para jovens em busca de emprego e traz oportunidades em diversas áreas.

O Coletivo Online tem 10 mil vagas novas abertas em todo o território nacional, a capacitação é gratuita e feita para jovens a partir de 16 anos que vivem em situação de vulnerabilidade social e estão em busca do primeiro emprego.

 Coletivo Online abre 10 mil vagas para jovens em busca de emprego
Coletivo Online abre 10 mil vagas para jovens em busca de emprego | Imagem de divulgação

As aulas são 100% online e no tempo de finalização escolhido pelo jovem, isto é, ele mesmo entende como fica melhor em seu dia a dia o aprendizado e quando fazer suas aulas, terminando assim quando preferir.

Após feita a capacitação, é liberado o acesso ao iMatch, nova plataforma autoral do ICCB de vagas que conecta os jovens as oportunidades de emprego em mais de 400 empresas parceiras da empresa.

João Vitor Souza, de 19 anos, trabalhou este ano no stand da Coca-Cola Studios, no Lollapalooza e destaca a importância do Coletivo Online em sua trajetória e oportunidades profissionais. “Minha experiência no Coletivo foi sempre ótima, aprendi mais do meu plano de carreira profissional, como posso trabalhar em equipe e tive a oportunidade de trabalhar no Lollapalooza, um evento dessa magnitude. Me fez evoluir bastante trabalhando durante os dias de evento.

Para quem ainda não conhece o Coletivo Online, é uma capacitação visa facilitar o entendimento sobre o mercado de trabalho, além de pleitear a oportunidades de emprego, além de dicas de como fazer seu currículo, dicas de como se portar em uma entrevista e organização e planejamento financeiro.

Para inscrições no Coletivo Online basta clicar aqui.

Coletivo Online

Sobre o Instituto Coca-Cola Brasil

O Instituto Coca-Cola Brasil (ICCB) é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) e tem como propósito ser agente de transformação social para reduzir as desigualdades e contribuir para o desenvolvimento socioeconômico do país, potencializado por parcerias e pelo Sistema Coca-Cola.

Reconhecidos por sua tecnologia social e capacidade de escala, assumiu o compromisso público de, até 2030, promover o empoderamento econômico, através da geração de oportunidades no mundo do trabalho para 5 milhões de jovens, prioritariamente negros e mulheres em situação de vulnerabilidade socioeconômica no país. Até hoje, o ICCB já impactou mais de 673 mil pessoas.

Google abre inscrições para Curso de Tecnologia gratuito para mulheres e pessoas pretas, pardas ou indígenas

google mulheres
Imagem de ilustração

As inscrições para o curso gratuito do Google vão até 12 de maio. O curso faz parte de um processo seletivo para integrar a equipe da empresa.

Que tal fazer parte do time de engenharia do Google? A empresa está recebendo inscrições para a terceira edição do Prep Tech, um curso preparatório gratuito para seu processo seletivo na área de Engenharia de Software, exclusivo para mulheres e/ou pessoas autodeclaradas pretas, pardas ou indígenas. Um programa que oferece a oportunidade de integrar a equipe de Engenharia de Software da Google.

São 254 vagas para o curso gratuito, ao final do programa, os participantes estarão preparados para o processo seletivo do Google. Ao longo de 4 meses será abordada toda a base de Estrutura de Dados e Algoritmos necessária, além de aulas de inglês semanais ministradas pelo Berlitz.

O curso terá uma duração de quatro meses, será ministrado online e incluirá duas aulas virtuais por semana sobre estruturas de dados e algoritmos, bem como aulas de inglês com certificação pela Berlitz.

Os participantes selecionados também terão a chance de participar de palestras ministradas por funcionários do Google, engajar em um programa de orientação, frequentar aulas de inglês e receber orientações sobre o processo de entrevista.

Inscrições

Para participar, é necessário possuir inglês intermediário, 5 anos de experiência profissional em programação ou 3 anos de experiência, caso tenha formação acadêmica em cursos de Ciência Exatas como Física, Matemática ou Sistemas de Informação. Transforme o mercado, junte-se ao PrepTechGoogle.

Após a conclusão do curso, as participantes serão convidadas a participar de processos de seleção para vagas na área de Engenharia de Software no Google, tendo a oportunidade de aplicar todo o conhecimento técnico adquirido durante o programa.

É necessário também estar disponível para trabalhar em Belo Horizonte (BH) ou São Paulo (SP), caso seja contratado.

O curso gratuito oferece 240 vagas, as inscrições estão abertas até 12 de maio de 2024 e devem ser realizadas através do portal da Ada.

Para saber mais sobre o programa, visite o site.

Link para Inscrições

Google oferece 17 Cursos Gratuitos Online (EaD) com Certificado em diversas áreas

cursos gratuitos online ead google

Google Inova com Cursos Gratuitos Online (EaD) com e Certificados em Diversas Áreas, veja os cursos disponíveis.

O Google, está disponibilizando uma seleção de 17 cursos gratuitos online (EaD), com certificados inclusos, abrangendo uma variedade de campos do conhecimento. Essa é a oportunidade dos sonhos para aprimorar suas habilidades profissionais sem gastar nem um centavo!

cursos gratuitos online ead google

A renomada gigante da tecnologia, Google, está revolucionando a educação à distância ao oferecer 17 cursos gratuitos através de sua plataforma. Esta iniciativa visa capacitar profissionais em áreas essenciais como empreendedorismo, marketing e tecnologia. Não deixe escapar esta chance, inscreva-se agora e dê um upgrade em sua carreira profissional.

Não perca a oportunidade de se destacar em um mercado cada vez mais competitivo. Os cursos gratuitos de tecnologia oferecidos pela Google não são apenas uma oportunidade educacional, são uma maneira de enriquecer seu currículo e alavancar sua carreira. Adquirindo habilidades em alta demanda, você se posiciona como um profissional preparado para os desafios do futuro.

Garantia de Qualidade pela Google

Estude no seu próprio ritmo com os cursos online gratuitos para impulsionar o seu sucesso. Os cursos são criados internamente por uma equipe especializada, esses cursos gratuitos não só oferecem conhecimento, mas também qualidade e relevância. A reputação da empresa, aliada à gratuidade dos cursos, oferece uma oportunidade única para uma educação de alto nível sem custos. Ao investir em seu autodesenvolvimento, os participantes podem se destacar no mercado de trabalho, impulsionados por habilidades adquiridas diretamente da fonte.

Os cursos online gratuitos abordam uma gama impressionante de tópicos, desde os fundamentos do marketing digital até a compreensão dos conceitos básicos de machine learning. Essa diversidade permite que os participantes escolham aqueles que melhor se alinham aos seus interesses e objetivos profissionais. Com diferentes durações, de rápidas uma hora a mais aprofundadas 40 horas, a Google assegura que há algo para todos, independentemente do seu cronograma.

A flexibilidade é a chave para a acessibilidade desses cursos online gratuitos de tecnologia da Google. A plataforma permite que os interessados estudem em seu próprio ritmo, ajustando os horários de acordo com suas necessidades. Essa abordagem capacita os participantes a integrar a aprendizagem em suas agendas movimentadas, tornando a busca pelo conhecimento mais conveniente do que nunca.

Confira abaixo a lista de cursos disponíveis juntamente com os links correspondentes:

  1. Fundamentos do Marketing Digital: O curso gratuito oferece uma jornada completa pelo marketing digital, ensinando a construir a presença online de uma empresa, desenvolver campanhas e anúncios, entre outros temas, em 40 horas de conteúdo, organizadas em 24 módulos.
  2. Entenda os primeiros passos da codificação: O curso do Google aborda os conceitos básicos da programação. Você aprenderá por que existem tantas linguagens de programação e como elas são combinadas para realizar tarefas específicas. Carga horária de 1 hora.
  3. Empreendendo para ser encontrado por clientes: Ideal para quem quer ter noções básicas de como funcionam os motores de pesquisa, pesquisa orgânica e paga, além do Google Search Console. Carga horária de 3 horas.
  4. Gere conteúdo para promover sua empresa: Com 3 horas de duração, o curso ensina a obter visibilidade nas redes sociais por meio do marketing de conteúdo.
  5. Dominando a arte de falar em público: Aprenda a arte de falar em público com este curso de 1 hora, que aborda técnicas de linguagem corporal essenciais e fornece dicas para realizar apresentações profissionais impactantes.
  6. Networking: Construindo Conexões de Sucesso: Descubra os fundamentos do networking eficaz, incluindo habilidades interpessoais e estratégias para superar desafios, em um curso de 1 hora destinado a ampliar sua rede de contatos.
  7. Transmita suas ideias com textos e imagens Como Engajar seu Público: Em apenas 1 hora, aprenda a capturar a atenção do seu público usando storyboards, mapas mentais, imagens e narrativas envolventes, aprimorando suas habilidades de comunicação.
  8. Entenda os conceitos básicos do aprendizado de máquina: Explore as bases do aprendizado de máquina e como aplicar essas tecnologias no mundo real para impulsionar seu negócio, em um curso compacto de 1 hora.
  9. Crie confiança com a autopromoção: A Chave para Construir Confiança: Desenvolva confiança ao promover suas conquistas e habilidades de forma aberta, com técnicas de autopromoção abordadas em 1 hora de curso.
  10. Empreender e entender o comportamento web: Aprenda a entender o comportamento dos usuários na web e a analisar estatisticamente seu site para otimizar sua estratégia online, tudo isso em 1 hora.
  11. Empreender seu negócio em outros países: Este curso de 1 hora oferece um guia sobre como expandir seu negócio para mercados internacionais, aproveitando o potencial do marketing digital para alcançar uma audiência global.
  12. Empreendedorismo com foco em dispositivos móveis: Estratégias para Dispositivos Móveis: Em 1 hora, descubra como criar campanhas publicitárias eficazes para dispositivos móveis, segmentando anúncios e utilizando redes sociais para ampliar suas oportunidades de negócio.
  13. Empreendedorismo no seu negócio online: Com 3 horas de duração, este curso ensina a definir objetivos de marca e a estabelecer uma presença online sólida, preparando sua empresa para o sucesso no mundo digital.
  14. Cloud Onboard Online: Dominando a Nuvem: Aprofunde-se em tópicos como infraestrutura do GCP, Big Data, Machine Learning e desenvolvimento de aplicações com este curso intensivo de 8 horas.
  15. Segurança Online para empresas: Entenda os princípios da segurança online e como aplicá-los para proteger funcionários, negócios, usuários e clientes em um curso essencial de 1 hora.
  16. Introdução à comunicação corporativaA redação empresarial é qualquer comunicação escrita, como e-mails, memorandos, apresentações ou relatórios usados em ambientes profissionais.Carga horária de 1 hora.
  17. Empreendedor aumente sua produtividade no trabalho : Como gerenciar,seu tempo de forma eficiente,Como priorizar e delegar tarefas,Trabalhe de forma colaborativa na nuvem.Carga horária 1 hora

Potencializando seu Currículo e Alavancando sua Carreira

Quer saber como começar essa jornada educacional? Para abrir as portas para uma transformação profissional, as inscrições para esses cursos gratuitos online (EaD) do Google são simples e diretas. Basta clicar no curso de sua escolha acima. Esta é uma oportunidade acessível a todos, independentemente do nível de experiência ou formação acadêmica. Embarque nesse oceano de conhecimento e posicione-se para o sucesso! Não perca mais tempo.

Fonte: Clickpetroleoegas

Senai oferece cursos de Inglês gratuitos online (EAD) com certificado

Senai Play cursos gratuitos inglês

O Senai está oferecendo cursos de Inglês gratuitos online (EAD) com certificados para todo Brasil, veja como participar.

O Senai – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – está com diversos cursos gratuitos abertos de Inglês (online | EAD) com certificação em língua inglesa por meio da Plataforma Virtual de Aprendizagem Senai Play.

Senai Play cursos gratuitos inglês

Essas oportunidades estão abertas a todo o território brasileiro, sem necessidade de seleção prévia ou restrição de vagas, permitindo que os interessados comecem quando desejarem e como preferirem.

Aproveite esta chance de aprimoramento para aumentar suas perspectivas de alcançar o emprego dos sonhos ou conquistar aquela tão almejada promoção profissional.

Os cursos são estruturados para fornecer tanto o vocabulário técnico específico quanto habilidades linguísticas gerais, permitindo que os alunos melhorem suas perspectivas de emprego e alcancem uma posição de destaque em suas respectivas áreas.

Conforme informações do Senai, são mais de 20 mil alunos e 3 mil certificados emitidos nos cursos gratuitos. Todos os cursos têm certificação reconhecida pelo – Ministério da Educação (MEC) após sua conclusão. Se aprovado, o próprio aluno poderá emitir o documento via internet.

Cursos disponíveis:

  • Inglês Nível Básico
  • Estratégias de Leitura em Inglês
  • Inglês para Entrevista de Emprego
  • Inglês Industrial e Siglas
  • Inglês Técnico e Instrumental
  • Inglês para Mecânica
  • Inglês para T.I.
  • Manual de Instalações em Inglês

Os cursos de Inglês oferecidos pelo Senai Play são gratuitos com carga horária de até 6 horas que precisam ser concluídas para poder emitir o certificado.

As inscrições devem ser feitas diretamente no site da instituição Senai Play neste link.

Termina hoje as inscrições para o Curso gratuito a distância (EaD) de Licenciatura em Pedagogia

UFSCAR
Curso Pedagogia EaD gratuito.

São 650 vagas no Curso de Licenciatura em Pedagogia EaD gratuito da UFSCar, as inscrições foram prorrogadas até o dia 29 de abril.

A UFSCar está com inscrições abertas para o Curso de Licenciatura em Pedagogia, na modalidade a distância (EaD), pelo Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). São oferecidas 650 vagas disponíveis no curso que é gratuito.

Para concorrer às vagas, as pessoas interessadas devem se inscrever nas provas da seleção, no período de 19 de fevereiro a 29 de abril. 

A seleção será realizada por meio de carta de intenção, que deve ser anexada no momento da inscrição no processo seletivo. As informações completas sobre a seleção para ingresso no curso de Licenciatura em Pedagogia EaD 2024 podem ser acessadas na página de Ingresso na Graduação EaD 2024.

Estão disponíveis informações como o edital completo e seus anexos, calendários de chamadas e as listas de convocação e resultados das comissões de verificação documental, bem como as questões frequentes.

LINKS IMPORTANTES

Mais informações podem ser obtidas por meio de contato nos seguintes endereços:

Sobre o Curso de Pedagogia

O curso de Licenciatura em Pedagogia na modalidade a distância da Universidade Federal de São Carlos, no campus São Carlos, comprometido com a qualidade social da Educação, tem como objetivo formar o Pedagogo para atuar no magistério dos anos iniciais do Ensino Fundamental, magistério da Educação Infantil, magistério da Educação de Jovens e Adultos, Gestão Educacional (Orientação Educacional, Supervisão Educacional, Administração Educacional e Coordenação Pedagógica). De modo específico, o objeto de trabalho específico do Pedagogo formado na UFSCar centra-se nos processos de ensino e de aprendizagem relacionados à Educação Escolar, sendo por isso, a prática pedagógica o componente curricular central que permeia todo o processo de formação, o que não impede que esse profissional esteja apto a atuar também em outros contextos educativos.

  • Tipo: Licenciatura
  • Duração: 8 semestres
  • Modalidade: Educação a Distância
  • Turno: Não se aplica
  • Vagas: 150
  • Ato Regulatório: Portaria SERES/MEC nº 913, de 27 de dezembro de 2018 (D.O.U 28/12/2018)
  • Coordenador(a): Prof.ª Dr.ª Adriana Fernandes Coimbra Marigo
  • Assistente Administrativo: Nani (Nancira R Madi)
  • Telefone: (16) 3351-9585
  • E-mail: pe.uab@ufscar.br
  • Site: www.sead.ufscar.br
UFSCAR
Universidade Federal de São Carlos | Imagem de reprodução.

Mestrado Profissional gratuito em Políticas Públicas em Saúde da Fiocruz está com inscrições abertas

Como buscar as melhores oportunidades de emprego
Como buscar as melhores oportunidades de emprego

Inscrições para o Mestrado Profissional gratuito em Políticas Públicas em Saúde da Fiocruz vão até 29 de abril.

As inscrições para o processo seletivo da nova turma de Mestrado Profissional gratuito em Políticas Públicas em Saúde (MPPPS) da Escola de Governo Fiocruz – Brasília foram prorrogadas até o dia 29/4. Com isso, o cronograma sofreu alteração. 

Sobre o curso

A formação é voltada para profissionais do setor público federal, estadual e ou municipal que atuem nos Núcleos de Avaliação de Tecnologias em Saúde (NATS) das regiões Centro- Oeste, Norte e Nordeste, ou que trabalhem em demais setores públicos na produção de evidências científicas para tomada de decisão.  

Os interessados em desenvolver estudos de avaliação, incorporação, implementação e gestão de tecnologias em saúde para o SUS têm até o dia 29 de abril para enviar a documentação de inscrição.

Todas as etapas do processo seletivo serão realizadas de forma online e estão detalhadas no edital.  O início das aulas está previsto para julho de 2024, com encontros presenciais, online e também atividade de dispersão em ambiente virtual de aprendizagem. Os encontros presenciais são concentrados uma vez ao mês, financiados pelo projeto. 

O edital prevê vagas destinadas às ações afirmativas, conforme regulamentado pela Portaria n°. 491/2021 da Presidência da Fiocruz.  Das 20 vagas, 13 são para ampla concorrência e 7  destinadas às ações afirmativas (quatro vagas para negros, uma para pessoa com deficiência, uma para indígena e uma para pessoa transgênero). Caso não haja candidato para as vagas da ação afirmativa, elas serão convertidas para a ampla concorrência.  

A nova turma do Mestrado vai formar mestres capazes de avaliar tecnologias em saúde para tomada de decisão no SUS, em consonância com a linha de pesquisa do MPPPS da Fiocruz Brasília. Esta turma é resultado de parceria da Fiocruz Brasília, por meio do Programa de Evidências para Políticas e Tecnologias em Saúde (Pepts), e o Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde (DGITS/MS).  

A coordenadora do curso e pesquisadora do Programa de Evidências para Políticas e Tecnologias em Saúde (Pepts), Flávia Elias, realizou uma reunião online para apresentação dos detalhes do curso e edital no dia 3 de abril, em sala do Teams.

LINKS IMPORTANTES

Edital

Confira a errata do edital, que apresenta todas as mudanças, incluindo a nota de corte da avaliação curricular.

Acesse a página do MPPPS, no site da Fiocruz Brasília, para ler o edital completo e verificar todas as fases e documentação necessária para inscrição.